Sem categoria

A Busca em 31/02/2013

Busco esperanças concretas, não paixões triviais, destas que nos arrebatam de uma vida medíocre, para uma vida cheia de esperanças coisificadas, que o vento leva, que o fim do desejo carnal e a busca pela diversidade deste desejo também o vento leva quando acabam. Essas paixões triviais, eu consigo. Consigo por mãos próprias ter as paixões triviais, a medida que a necessidade exige. Esperanças concretas me dão fôlego para um futuro, mesmo que conturbado divido as diferenças culturais, mas eu sei que é um folego durador de amor (amar é conhecer os defeitos do outro e amar apesar de). Sonho em encontrar esse fôlego que perdurará para sempre, porque é disso que eu preciso pra respirar.

“31/03/2013 às 18:58”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s